Image

Solidariedade em cada nota fiscal

O programa Nota Paraná trouxe diversas facilidades ao consumidor. Além da devolução de parte do imposto, ajuda instituições de caridade. Em Campo Largo há entidades que aceitam doação das notas sem CPF

Data
21 de Dezembro de 2017

O programa Nota Paraná trouxe diversas facilidades ao consumidor. Além da devolução de parte do imposto, é possível buscar o menor preço dos produtos, participar de sorteios e ajudar instituições de caridade, programa que teve início em março do ano passado.

Em Campo Largo é possível contribuir com a doação de notas para o Hospital Pequeno Príncipe (HPP), Sociedade Protetora dos Animais, Associação dos Deficientes Físicos de Campo Largo (ADFCL) e a Escola de Integração e Recuperação da Criança Excepcional (E.R.C.E), que possuem pontos de doação espalhados pela cidade.

O Hospital Pequeno Príncipe possui 46 pontos de arrecadação de notas. Por ser um hospital de grande porte e abrangência nacional, recebe muitas crianças para tratamento médico e há muitas crianças campo-larguenses que realizam tratamento lá no hospital, como o Cauã Marcon Lopes, que trata de uma Leucemia Linfoide Aguda, desde fevereiro de 2016.

A arrecadação em Campo Largo é encabeçada pelos pais do menino Anderson Paulart Junior, que tratou durante sete anos no hospital a Leucemia, mas acabou falecendo em dezembro de 2015. O dinheiro arrecadado pelas doações das notas é destinado à manutenção do hospital de forma geral, compra ou conserto de equipamentos médicos, auxílio na compra de alimentos para refeições, mamadeiras e dietas enterais, lavagem de roupa, compra de itens de materiais hospitalares e medicação.

Outra instituição que também recebe doação de notas é a Erce. Eles possuem cerca de nove pontos espalhados pela cidade e arrecadam em média seis mil notas por mês. A instituição conta que quase todos os dias chegam pessoas para doar as notas pessoalmente. O dinheiro que tem origem das doações de notas é empregado no pagamento dos médicos que atuam na escola, complemento de lanche e manutenção em geral. “O dinheiro traz uma grande ajuda à instituição, pois geralmente recebemos verbas já com destino certo para a aplicação. Com esse dinheiro em caixa é possível realizar melhorias onde há necessidade”, ressalta a escola.

A Associação dos Deficientes Físicos de Campo Largo (ADFCL) recebe doações de notas. Espalhadas em 19 pontos na cidade, a instituição já conseguiu investir na compra de camas, cadeiras de rodas e andadores, além de apoiar a participação de paratletas campo-larguenses em campeonatos e disputas. “Pedimos que as pessoas continuem contribuindo, independente do valor, pois conseguimos participar dos sorteios que são realizados todos os meses”, explica a ADFCL.

Em busca de uma melhoria na vida dos animais, a Sociedade Protetora dos Animais espalhou pela cidade 15 potinhos para coleta das notas fiscais. São arrecadadas em torno de 25 mil notas por mês e o dinheiro é investido no pagamento de consultas e na castração, que é gratuita. É possível beneficiar por volta de 40 animais por mês. “Sintam-se convidados para conhecer o trabalho da Sociedade. Hoje está mais fácil fazer a doação das notas, até mesmo pelo aplicativo do celular é possível doar. Nós precisamos dessa ajuda, pois não recebemos auxílio de ninguém”, diz a Sociedade.

Como doar?

 

O cidadão é livre para escolher à qual instituição quer fazer a doação das notas, podendo realizar inclusive diretamente pelo site e aplicativo do Nota Paraná. As notas têm validade de 30 dias após a data da compra. Para fazer a doação só são válidas notas sem o CPF. Parte do valor do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços é então destinado às instituições.